sexta-feira, 17 de abril de 2009

Scrum e PMBOK – EVA

Analise de Valor Agregado?

Tem como foco a relação entre os custos reais consumidos e o produto físico obtido no projeto através de uma quantidade especifica de trabalho, ou seja: o que foi obtido pelo projeto em relação à quantidade de capital consumida para atingir esse resultado.

Ganhos Reais na Gestão?

O Valor Agregado funciona como um tipo de “alarme”, permitindo ao gerente de projeto avaliar se está consumindo mais dinheiro para realizar uma determinada tarefa ou se está apenas gastando mais naquele momento porque o desenrolar do projeto está sendo acelerado, permitindo que sejam tomadas ações corretivas e preventivas com a devida antecedência.

O que é um projeto bem SUCEDIDO?

É AQUELE QUE É REALIZADO CONFORME O PLANEJADO

Mas como podemos adaptar esta técnica para acompanhar o desenvolvimento do projeto utilizando pontos de historia?

Para facilitar o entendimento vamos nos prender que o custo do produto a ser entregue é apenas horas de trabalho.

Vamos pegar um Cartão de Historia de grandeza igual a um Tema, este cartão possui vários Cartões de Historia correlacionados e de responsabilidade única, sendo estes cartões estimados em pontos. A soma de todos os pontos dos Cartões de Historia nos da o tamanho do Cartão de Historia de grandeza igual a um Tema.

Exemplo:

Cartão de Historia: Controlar Estoque

Total de Pontos: 100 pts

A Execução dos 100 pts nos leva a 100% do produto construído.

No caso do EVA o que ele vai buscar é a qtd de pontos executados e o quando de produto ele gerou.

Para obtermos estes dados existe a necessidade da medição dos cartões já desenvolvidos e que estão com o status de “Done”. Também temos a necessidade da informação de quanto tempo foi gasto da equipe para construir estes cartões. Assim podemos pegar as horas trabalhadas e chegar ao custo monetário que foi despendido para construir os Cartões de Historia.

Com a informação quanto foi gasto, quanto de produto foi gerado e qual o custo orçado para desenvolver o produto podemos aplicar as formulas de calculo de EVA.

Abraços a todos, 

Abu

4 comentários:

andrecardoso disse...

Olá Abu!

Fiquei com a seguinte dúvida: o custo orçado são os 100 pontos estimados, correto? Sendo assim, não seria necessário uma conversão de horas para pontos, para comparar com o que foi gasto?

Outra dúvida: qual é a vantagem de aplicar essa técnica em um projeto que aplica o scrum? O gráfico de burndown já não é suficiente para monitorar a situação do projeto?

Abraço.

Blog do Abu disse...

Oi Andre obrigado pelo comentário.

Eu vou fazer um post com imagens para facilitar o entendimento.

Mas nos podemos controlar pelos cartões que já estão com o conceito de DONE ou como você colocou pelos Cartões e suas tarefas, onde as tarefas estão com as suas respectivas horas.

O EVA vai te passar um acompanhamento financeiro, já o burndown te passa apenas como o projeto esta evoluindo com questão aos pontos.

O EVA vai te ajudar como gestor do projeto a responder perguntas do tipo: quanto falta em dinheiro para terminarmos o Cartão.

Abraços,

Abu

.NETMAN disse...

Teria uma maneira fácil de cruzar pontos de história com Pontos por função?

.NETMAN disse...

Há alguma forma de converter pontos de história em pontos por função?

Daí seria fácil cobrar, por exemplo...