segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Processo Empírico e Nhoque

Bom dia pessoal,

Vamos falar hoje sobre processo empírico. O processo empírico é caracterizado pelo aprendizado por inspeções e adaptações, que no caso do Scrum é aplicado na forma que executamos as nossas rotinas de trabalho e o produto gerado. Podemos ser mais diretos e definirmos com “fazendo e aprendendo com o que fizemos, para melhorar a forma de fazer e o produto gerado”.

Mas vamos entrar hoje num bate papo de um projeto de culinária, onde eu vou caracterizar o processo empírico e o desenvolvimento de um jantar de nhoque.

Equipe: Eu, patroa e jararaca (sogra).

As receitas trazem a forma de fazer, mas nunca possui todo o conhecimento de quem escreveu, por mais orientativo que a receita possa ser, ela vai exigir dos executores a habilidade de realizar adaptações.

Um exemplo:
Nem sempre nós temos os mesmos instrumentos do chefe que escreveu a receita, como talheres, panelas, etc. Também nem sempre nós temos os mesmos ingredientes, tanto a nível de medidas, como produtos do mesmo fornecedor ou até mesmo um ingrediente não disponível entre os nossos insumos para a execução do prato.

A receita vem trazendo a quantidade de cada ingrediente e a forma de misturar, mas é por intermédio da inspeção que vamos identificar se realmente o produto chegou ao resultado esperado.

Uma vez misturado todos os ingredientes, temos que fazer as bolinhas de nhoque, e é neste momento que entra de novo o processo empírico, as primeiras saem muito ruins e o processo vai sendo evoluído, até que o produto gerado vai sendo produzido com as suas características melhores.

Com certeza na segunda vez que eu for fazer o nhoque este passo da receita vai ser feito muito melhor, pois eu vou ter varias lições aprendidas.

No processo de produzir o nhoque, a parte mais difícil foi fazer o cozimento das bolinhas de massa, pois a operação tinha que ser rápida e não dava para retirar uma bolinha por vez. O empírico nesta parte do processo foi muito forte, a equipe que estava executando o projeto rapidamente levantou varias hipóteses, pelas suas experiencias passadas. Foi testado rapidamente algumas das ideias, até encontramos a forma que permitia o ganho de velocidade, com os instrumentos disponíveis no nosso projeto.

O molho não foi problema, em casa o molho de tomate bem italiano é feito pelo menos duas vezes ao mês, o que faz com que o processo esteja dominado, com os instrumentos e ingredientes sempre disponíveis em casa.

Montagem de prato e servir também não é problema, passos do processo dominado na casa do Abu.

Fotos...



















Vamos a receita....

INGREDIENTES:

600 gramas de batata lavada
120 gramas de farinha de trigo
3 gemas
80 gramas de queijo parmesão ralado
60 gramas de queijo mussarela ralado
sal e pimenta a gosto
noz moscada

MODO DE PREPARO:

Enrole as batas em papel alumínio. Coloque-as numa travessa e ponha para assar no forno por 40 minutos (ou até ficar macia), numa temperatura de 180º C. Após retirar do forno, descasque e faça um purê. Misture a farinha de trigo, as gemas, os queijos ralados, o sal, a pimenta e um pouco de noz moscada, e adicione ao purê. Abra essa massa com um rolo. Faça pequenos rolinhos, corte o tamanho desejado e faça uma marquinha com um garfo. Ferva uma determinada quantidade de água com sal. Coloque os nhoques. Quando os subirem à superfície da água, estarão cozidos. Retire da panela com uma escumadeira e jogue num recipiente com água bem gelada por um tempinho. Retire e deixe secar.

- Molho de Tomate

INGREDIENTES:

200 gramas de bacon ou toucinho defumado
Azeite
150 gramas de cenoura em cubinhos
150 gramas de cebola em cubinhos
60 gramas de farinha de trigo
100 gramas de tomate concentrado
2 quilos de tomate
Sal, pimenta e açúcar
Caldo de frango
4 dentes de alho amassados
1 bouquet garní
Couro do bacon defumado

MODO DE PREPARO:

Corte o bacon em cubinhos. Refogue no azeite até tostar. Acrescente a cenoura e a cebola também cortados em cubos. Deixe cozinhando em fogo baixo tampado por 10 minutos. Adicione a farinha de trigo e deixe corar. Junte à mistura o tomate concentrado. Acrescente também os tomates sem pele, sem sementes e cortados em cubo. Tempere com sal, pimenta e açúcar. Adicione o caldo de frango até que cubra toda a mistura. Acrescente o alho, o bouquet garni e o couro do bacon defumado. Após ferver, abaixe o fogo, tampe e deixe cozinhar bem devagarzinho por duas horas, no mínimo.

TOQUE FINAL

Coloque os nhoques numa travessa amanteigada. Acrescente folhas de manjericão. Cubra com o molho de tomate e por cima coloque queijo parmesão e mussarela ralados. Ponha no forno rapidamente para gratinar. Bom apetite !!!

Receita retirada do programa: QUE Marravilha, canal GNT, Chefe Claude - link: http://gnt.globo.com/platb/quemarravilha/


Por favor, quem fizer o prato mande informações de como foi o processo de desenvolvimento do projeto, problemas encontrados e o que achou do produto gerado.

Abraço a todos,

Abu

Um comentário:

Blog do Abu disse...

Oi,

Não consegui publicar.
É muito complicado para mim.
tentarei reproduzir o que escrevi.

" ainda não experimentei, mas deve ser muito bom.
Quanto a escumadeira ( coador azul ) é muito pequeno e deve prejudicar o andamento e o produto final.
Merece um coador maior, isso se não tiver uma panela própria para cozimento de massas.
O prato pronto, ficou atrativo e sugere estar gostoso.
Onde entrou sua equipe? "

Bjs.
Mamãe Jararaca.